Kit De Croche Trico 16 Agulhas Tesoura Agulha Soft Marcador + Box Organizador

1 de outubro de 2020 Off Por Jornalista

Saiba sobre Crochê

Para passar o tempo, Gabriella pediu para que sua sogra ensinasse tricô a ela. “Minha avó fazia crochê, bordado, tudo, mas nunca tive interesse em aprender. Como eu estava parada, só fazendo as atividades de casa, quis aprender”, conta ela. Para ela, o maior desafio foi a parte técnica por trás dos vídeos, em especial o processo de edição.

No começo era a maior dificuldade, cortar o que deu errado, deixar uniforme e agradável”, relata. Conforma ela mostrava os produtos, passou a receber pedidos para ensinar as técnicas, originando os vídeos instrutivos.

“Não é só um vídeo em que você senta e começa a falar e grava. No caso do artesanato, precisa criar a peça, ver se deu certo, refazer, gravar um passo a passo, com vários cortes.

Modelos Gratuitos De Tricô E Croché Pesquisar Nos Nossos Modelos Gratuitos

Veja modelos de vestido de crochê longo – com ponto abacaxi, para casamento, ciganinha, com fenda, com manga longa e curta, and so forth. Quando a soma de uma agulha com gancho e linhas projeta malhas com beleza inacreditável, alcançamos a essência do crochê. Com visible bolsas de crochê semelhante ao da renda, as tramas podem estar presentes em qualquer lugar. Seja em uma blusa, tapete ou em pequenos enfeites cheios de delicadeza. Além do sousplat, Marcela também tem crochetado porta-copos, guardanapo, coisas para mesa posta.

No começo, Gabriella confessa que teve bastante dificuldade em aprender. Então comecei a pesquisar na web, finalizei uma blusa, fiz uma touca para o meu filho. Fui comprando as agulhas aos pouquinhos, comprei umas linhas e estou agora fazendo uma blusa com um ponto diferente”, revela. Com o tricô, Gabriella diz que está sendo como uma terapia, um momento reservado só para ela. A assistente administrativa Gabriella Desiderio, de 26 anos, está em casa desde antes da quarentena, isso porque ela acabou emendando o período do pós-parto com o isolamento social.

Crochê e Tricô

Você provavelmente já ouviu que aprender a tricotar é fácil. Se para tricotar devemos aprender a lidar com duas agulhas, há apenas uma no crochê.

  • Estamos tratando do tricô e crochê, métodos que foram passados de geração a geração e, ainda hoje, possuem repercussão positiva, tanto no vestuário quanto na decoração.
  • A artesã Silvana Todeschini, de 50 anos, ensina tricô e crochê no seu canal Artsil Tricô e Crochê.
  • Ficar mais em casa neste período de quarentena de coronavírus tem feito muita gente a criar novos hábitos, praticamente terapêuticos.
  • Tricô e crochê são primos e se você pode encontrar os fornecedores de bolas de lã nos mesmos lugares, onde certamente verá como os tipos de cores e resultados são variados.
  • Ela aprendeu as técnicas quando tinha nove anos, com a tia, e já vendia seus produtos no Facebook quando surgiu a ideia de criar o canal, em 2014, para mostrar as peças.

“No começo eu gravava com celular, period bem ruim, mas fui melhorando e aprendendo, vendo outros vídeos também. Hoje já está bem melhor, tenho estúdio, modelo de gravação”, analisa Silvana.

Crochê e Tricô

Elas já foram personagens da série Caçadores de Notícias, da Tribuna. Todo mês elas publicam vídeos explicando passo a passo Tricô & Crochê como fazer tricô e oferecem até planos de assinantes, com vantagens para quem contribuir mensalmente com a ideia.

A geração anterior pode ter evitado a aprender o tricô, mas os millenials reapropriaram-se desse lazer para criar um modo de vida actual e sustentável. Personalizar suas roupas e criar bolsas, elementos decorativos e outros acessórios tornou-se um hobby mais comum.

Saiba onde comprar aqui.

Saiba mais sobre Tricô

Crochê e Tricô