Preservação Da Fertilidade

28 de agosto de 2020 0 Por Jornalista

Preservação Da Fertilidade E Informações De Inseminação In Vitro

Saiba sobre reprodução humana aqui.

A conservação do tecido em si a partir de técnicas de congelamento não é tão complicada. Hoje já existem protocolos sugeridos por alguns serviços, com recuperação de cerca de 60-70% da população de folículos primordiais, com viabilidade preservada, a partir do tecido congelado29. A maior dificuldade está no período pós-reimplante imediato, quando o risco de isquemia é maior e conseqüentemente há perda folicular irreversível30. A ASCO atualizou suas diretrizes de preservação da fertilidade em pacientes com câncer em abril de 2018 e continua a reconhecer como técnica padrão a criopreservação de espermatozoides, ovócitos e embriões para homens e mulheres interessados em preservar a fertilidade. Atualmente, não se recomenda congelamento e transplante de tecido ovariano a mulheres com cânceres do sangue, como leucemia ou linfomas, ou câncer de ovário, em decorrência do risco de devolver células most cancersígenas ao tecido congelado.

preservação da fertilidade

É preciso, contudo, que as possibilidades sejam avaliadas conjuntamente por membros das equipes oncológica e reprodutiva; dessa avaliação virão as informações adequadas e o devido consentimento esclarecido para se prosseguir com a estratégia de preservação ou não. Segundo o INCA (Instituto Nacional de Câncer), 80 ginecologia% dos pacientes poderão recuperar sua vida regular após tratamento.

Se você foi diagnosticada com câncer, veremos você no mesmo dia para iniciar o tratamento de preservação da fertilidade sem atrasar o tratamento do câncer. Para essas mulheres, colher os seus óvulos para uso futuro, por elas ou por barrigas de aluguel, dá a oportunidade de ter um filho biológico próprio. Pode ser necessária a remoção dos ovários de uma mulher com endometriose ou cistos ovarianos, por exemplo. O grau e a persistência desse dano dependem do native da irradiação e da idade da paciente.

Outra possibilidade é o isolamento de folículos primordiais a partir do tecido congelado-descongelado, utilizando-se técnicas de digestão enzimática37,38 ou por dissecção mecânica39,forty, seguido de cultivo para maturação in vitro. Nos casos de tecido ovariano congelado a MIV teria que partir de folículos primordiais, inativos e não dependentes de gonadotrofinas, portanto ativá-los e maturá-los tem sido o grande desafio. Existem descrições bem sucedidas de MIV a partir de folículos primordiais em animais43,forty four, mas em humanos ainda não foi possível obter embriões45. A ação citotóxica de tratamentos antineoplásicos muito frequentemente implica sérios danos às gônadas e consequências secundárias ao hipoestrogenismo, como osteoporose, infertilidade e falência ovariana prematura, são esperadas. A oncofertilidade aparece como uma área multidisciplinar que se dedica ao desenvolvimento de estratégias para a redução de sequelas terapêuticas em sobreviventes de câncer, em última análise, com vistas à manutenção de sua qualidade de vida e à possibilidade da procriação biológica.

preservação da fertilidade

Alguns autores sugerem o xenotransplante, que seria a implantação de tecido ovariano humano em animais de experimentação para crescimento folicular in vivo, com captação de oócitos e posterior aplicação de técnicas de reprodução assistida35,36. De qualquer maneira não haveria a exposição ao risco de reimplantar células malignas.

As pacientes com idades mais avançadas têm maior risco de dano ao ovário, assim como os cânceres de colo de útero, reto e útero, que ficam próximos ao ovário. A quimioterapia também pode prejudicar a função ovariana, pois reduz o número dos folículos (estruturas que geram os óvulos) do ovário. Na criopreservação de tecido ovariano, uma técnica ainda considerada de caráter experimental, existe a preocupação de adicionar o risco de inoculação de células do tumor. Há necessidade de uma estreita colaboração entre clínicas oncológicas e centros de reprodução nestes casos, o que pode ser vantajoso para garantir a saúde reprodutiva das mulheres.

  • A criopreservação do córtex ovariano é outra técnica de preservação da fertilidade que têm conseguido diversos nascimentos a nível mundial.
  • Uma cirurgia mais conservadora que possa permitir a preservação do futuro reprodutivo pode ser uma opção em casos selecionados.
  • Novas técnicas como a maturação in vitro de folículos e o transplante de tecido ovariano constituem perspectivas para essas mulheres.
  • Esta técnica permitiria restabelecer a enjoyableção ovariana, com o que, inclusive, a possibilidade de conseguir gestações espontâneas, além disso, ao ter níveis hormonais normais, se evita efeitos secundários próprios de uma menopausa precoce .
  • Os efeitos da quimioterapia dependem da droga utilizada, método de administração, idade da paciente e tratamento prévio para infertilidade.
  • Importante ressaltar que a MIV, quando comparada à fertilização in vitro tradicional (considerada padrão no atendimento a pacientes com problemas de fertilidade), apresenta resultados inferiores e, portanto, constitui apenas uma alternativa.

As técnicas de reprodução assistidas aplicadas às pacientes com câncer de ovário, como a criopreservação de oócitos, tecido ovariano ou mesmo embriões não são tão comuns, por isso as dificuldades em analisar dados sobre o assunto. Para aqueles casos para os quais há contra-indicação ao reimplante pelo risco de recidiva existem algumas propostas.

Com esta realidade otimista surge uma preocupação que ainda não recebe a devida importância, que é o risco de perder a fertilidade durante o tratamento de quimioterapia ou radioterapia. Quero democratizar esta informação e contar com o apoio dos oncologistas na orientação de seus pacientes homens e mulheres sobre a infertilidade após o câncer.

preservação da fertilidade

Este artigo tem como objetivo apresentar uma visão geral sobre as opções possíveis para a preservação da fertilidade feminina em pacientes com câncer e as perspectivas em oncofertilidade. Em decorrência da ação da quimioterapia e da radioterapia, boa parte das pessoas com câncer terá a fertilidade comprometida, ora de forma passageira, ora de forma definitiva. Detalhes importantes sobre Congelamento de óvulos. Para atender às necessidades dessas pessoas, a oncofertilidade aproxima a medicina reprodutiva da oncologia ao oferecer an opportunity da procriação futura, quando estiverem livres da doença. No caso das mulheres, o congelamento dos óvulos antes do tratamento do câncer é a técnica de escolha; no caso dos homens, a estratégia é o congelamento do esperma.

Preservação da Fertilidade https://t.co/y7YTiOgVPT via @saude_pt #governo #saude pic.twitter.com/8XxLivOB2e— SNSaude (@snsaude) October 26, 2017

Laser Vaginal: Tecnologia Trata Secura, Incontinência E Melhora Vida Sexual

Mais detalhes sobre preservação da fertilidade

Detalhes sobre Fertilidade